logo

Entrar
Actualizado às 11:43 AM, Jul 21, 2019

Festival de Cannes: «The Square» vence a Palma de Ouro

Destaque Festival de Cannes: «The Square» vence a Palma de Ouro

O Festival de Cannes atribuiu a Palma de Ouro a «The Square» do sueco Ruben Ostlund que dirigiu e escreveu a sátira interpretada por Claes Bang e Elisabeth Moss. O júri foi presidido por Pedro Almodóvar e foi composto por Will Smith, Jessica Chastain, Agnès Jaoui, Park Chan-wook, Maren Ade, Paolo Sorrentino, Fan Bingbing e Gabriel Yared.

Sofia Coppola com «The Beguiled» tornou-se a segunda mulher a ganhar o prémio de melhor realização em Cannes, o filme conta com a participação de Nicole Kidman e Colin Farrel. Maren Ade (membro do júri) recebeu o prémio por Sofia Coppola que não esteve presente.

O Grand Prix foi atribuído a «120 Minutos» de Robin Campilo.

Nicole Kidman recebeu um prémio especial do Festival, a actriz esteve em competição com «The Beguiled» e «Killing of a Sacred Deer», ainda participou no certame na mini-série «Top of the Lake» de Jane Campion e no filme «How to Talk to Girls at Parties». O actor Will Smith (membro do júri) recebeu o prémio por Nicole Kidman que não esteve presente.

Joaquin Phoenix regressou aos grandes desempenhos com «You Were Never Really Here» de Lynne Ramsay, interpretou o papel de um assassino profissional que tenta salvar uma jovem prostituta, um desempenho que valeu o prémio de melhor actor. O prémio de melhor actriz foi para a alemã Diane Kruger no filme «In the Fade» de Faith Akin.

O prémio do Júri foi para «Loveless» do russo Andrey Zvyagintsev. O prémio de melhor argumento foi entregue a dois filmes, «The Killing of a Sacred Deer« da habitual dupla de colaboradores Yorgos Lanthimos e Efthimis Filippou e para o argumento de Lynne Ramsay em «You Were Never Really Here».

«A Gentle Night» do realizador chinês Qiu Yang recebeu a Palma de Ouro para melhor curta-metragem. O filme «Katto» de Teppo Airaksinen recebeu uma menção especial nesta mesma categoria.

O prémio Camera d´Or, atribuído à melhor primeira obra no Festival foi para Leonor Serraille pela realização de «Jeune Femme».

A Metropolis teve cinco colaboradores em Cannes, podem ler tudo sobre a 70ª edição do Festival no próximo número da revista.

Site Oficial / Premiados

Modificado emdomingo, 28 maio 2017 21:56

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.