Metropolis 105

Este é o mês onde se celebram os 50 anos de um dos mais belos momentos da História do nosso país. A METROPOLIS presta tributo à memória da Revolução do 25 de Abril com uma grande entrevista sobre «Revolução (sem) Sangue», que comemora o espírito e a coragem daqueles que se sacrificaram em nome da Liberdade.

Esta edição tem também orgulhosamente na capa «Guerra Civil», o extraordinário filme de Alex Garland. É uma das grandes obras dos últimos anos, poderosa na forma como mexe com o espectador a partir de uma história com inúmeras reminiscências com o tempo presente. Os jornalistas são os heróis deste filme na defesa da verdade e da liberdade. Não poderíamos contar com melhores heróis na sua imparcialidade em tempos onde a verdade é constantemente adulterada. Eles são o fio condutor de um road movie que se tranforma num intenso filme de guerra, com uma grande subtileza nos diálogos, afastando-se de qualquer discurso panfletário ou divisivo. Os factos estão lá para quem estiver atento, é tudo muito contundente. O que nos deslumbrou foi a capacidade de escrita de Alex Garland aliada ao poder das suas imagens, fotografias e planos que nos prendem a respiração num exercício de contemplação entre o belo e o grotesco. Esta obra é um reflexo natural de todo o discurso de ódio polarizante que ocorre na América e que foi exportado para o mundo. «Guerra Civil» partilha um estado de alma, é cinema como espaço de reflexão.

«Guerra Civil» foi produzido pela A24, a produtora independente coqueluche do momento que embarcou na sua maior produção e não perdeu a sua alma. A A24 tem tido um toque divino, está a desfrutar e a oferecer um ano em cheio de cinema de sonho ao grande público («A Zona de Impacto», «Vidas Passadas», «Iron Claw», «Amor em Sangue» e «Priscilla»). Esta é a nossa primeira capa com a A24, que tem demonstrado, com produções originais e desafiadoras, as possibilidades de contar histórias e apaixonar o espectador pela 7.ª Arte e a METROPOLIS cá estará para continuar a trazer até aos seus leitores o melhor do cinema.

JORGE PINTO

LER FLIPBOOK Download PDF

Filmes
Jorge Pinto

SLEEPING DOGS – A TEIA

«Sleeping Dogs – A Teia» marcou a estreia na realização de Adam Cooper que foi presenteado com um elenco liderado por Russell Crowe que incluiu

Ler mais »
Filmes
Sara Afonso

EM NOME DA TERRA

Jagna (Kamila Urzedowska) é uma jovem de 19 anos nascida numa zona rural da Polónia. Dona de uma beleza única e espírito livre, Jagna torna-se

Ler mais »
Filmes
Catarina Maia

O RAPTO

Os tempos são conturbados, mas falar de religião, e, concretamente, do judaísmo, nunca foi simples. A História está carregada de violência e de opressão. Em

Ler mais »
Filmes
Rodrigo Fonseca

GUERRA CIVIL

Sem a preocupação de contextualizar detalhadamente o espectador acerca do incidente que se surge no seu título, «Guerra Civil» é um espetáculo áspero, editado de

Ler mais »