logo

Entrar
Actualizado às 10:16 PM, Dec 11, 2019

Clint Eastwood dirige Tom Hanks em «Sully»

O aclamado realizador norte-americano Clint Eastwood volta a um género que lhe é caro: o biopic – aliás, tal como a sua obra anterior, «Sniper Americano» (2014). O protagonista desta vez é Chesley “Sully” Sullenberger, que surpreendeu o mundo em janeiro de 2009 quando salvou 155 pessoas ao conseguir amarar um avião no Rio Hudson. A história é heróica, mas Eastwood quis ir mais longe e foca-se na vida de Sully após o acontecimento. “As pessoas viram a amaragem, mas o conflito reside no que aconteceu a seguir. Houve uma investigação sobre a sua decisão e foi criada a imagem de que ele tinha feito a coisa errada, que talvez ele pudesse ter voltado para La Guardia ou Teterboro. O que aconteceu à porta fechada é o que a maioria das pessoas não sabe”, conta o cineasta.

Para interpretar a personagem, foi escolhido um dos atores norte-americanos mais renomados e também mais queridos do público, Tom Hanks. É a primeira vez que Eastwood e Hanks trabalham juntos e uni-los no mesmo filme é um ingrediente que, por si só, alavanca qualquer obra. Os dois tiveram a oportunidade de conhecer Sullenberger durante a produção do filme e o cineasta recorda o momento: “Posso ver por que ele se tornou numa figura tão icónica. Ele é o tipo de homem que entra num sítio e cria a confiança de que está tudo sob controlo”.

História: A história verídica do piloto norte-americano Chesley Sullenberger (Tom Hanks), que, em 2009, amarou um avião cheio de passageiros em pleno rio Hudson, em Nova Iorque. Mas este filme conta o que aconteceu depois disso e o que pode arruinar a vida de um herói.
Realizador: Clint Eastwood («Imperdoável», 1992; «Cartas de Iwo Jima», 2006)
Elenco: Tom Hanks, Laura Linney, Aaron Eckhart
Data de estreia prevista: 9 de setembro (EUA)

Mídia

Modificado emsexta, 01 julho 2016 00:51

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.