They Cloned Tyrone

CLONARAM O TYRONE

CLONARAM O TYRONE

Quando se procura algo diferente e que possa inovar um género, «Clonaram o Tyrone» apresenta-se como um dos filmes com o argumento mais original e divertido de 2023. É uma fusão de géneros e uma mordaz crítica social que conta com três brilhantes performances. O filme nunca perde a sua energia e o propósito do primeiro ao último minuto. Juel Taylor realizou e o co-redigiu o imaginativo argumento. A história desenrola-se numa comunidade pobre de afro-americanos (propositadamente) parados no tempo… As rotinas são sempre as mesmas, os players locais e os hábitos estão cristalizados. Tudo muda quando o protagonista da história, Tyrone (John Boyega), é baleado e acorda no dia seguinte como novo… O que descobrimos é muito mais do que um déjà-vu. E se toda esta comunidade fizesse parte de uma perversa experiência colectiva? Não podemos revelar mais nada para não estragar a deliciosa surpresa, mas preparem-se para uma trip fantástica sobre aquilo que se passa neste subúrbio.

Os protagonistas desta história são o gangster Tyrone (John Boyega está um mimo), um chulo Slick Charles (Jamie Foxx é um knock-out) e a mulher da vida, Yo-Yo (o mundo precisa mais de Teyonah Parris!). Os três improváveis heróis vão provar que são muito mais do que clichés. Os personagens são inicialmente planos, mas desdobram-se para salvar o dia. Apresentam-se como complexos e conscientes da necessidade de mudar a comunidade. O filme é também uma sátira de um estado vegetativo, pacato e real para milhões de pessoas. É também uma wake-up call para a vida e o aproveitar positivamente as potencialidades individuais quando se deseja lutar contra o poder instituído, o marasmo ou apenas batalhar por um mundo melhor.

Título original: They Cloned Tyrone Realização: Juel Taylor Elenco: John Boyega, Jamie Foxx, Teyonah Parris, Kiefer Sutherland Duração: 122 min. 2023, EUA

[Texto publicado originalmente na Revista Metropolis nº97, Verão 2023]