O streaming Apple TV+ estreou hoje o thriller «Liaison», que conta com Vincent Cassel e Eva Green nos papéis principais. A Metropolis teve acesso antecipado à série, que tem um episódio novo semanalmente à sexta-feira.

Gabriel Delage (Vincent Cassel) é um homem misterioso, capaz de quase tudo pelo valor certo. Quando tem de extrair dois hackers da Síria para França, a fim de servir os interesses do governo francês em temas relacionados com cibersegurança, acaba envolvido numa conspiração bem maior do que antecipava. Por sua vez, e de forma inesperada (para os intervenientes, não para a audiência), a missão coloca-o em rota direta com uma antiga paixão, Alison (Eva Green), que agora trabalha em Londres.

Liaison

A trama passa a existir então em duas dimensões, uma relacionada com misteriosos ataques à segurança do Reino Unido (e não só); outra ligada à atribulada relação entre Gabriel e Alison, que parecem irremediavelmente presos ao que os uniu no passado. Será que eles vão servir os respetivos governos, a eles próprios, ou até as forças opositoras? A série é um complexo puzzle onde cada peça tem o poder de mudar o rumo do jogo.

«Liaison», cujo primeiro episódio já pode ser visto na Apple TV+, é uma viagem constantemente perto do destino, mas que nunca o chega a alcançar verdadeiramente. A tensão, sobretudo entre Gabriel/Alison, nos quais a narrativa se apoia, é algo que vive teimosamente à superfície, quase a acontecer, quase a desaparecer para sempre, num jogo que distrai a própria série do seu real potencial. Esta teimosia, que certamente teria uma consequência numa segunda temporada, pode ser a razão principal pela qual a continuação nem sequer vai ter lugar. Chegará a dupla Cassel/Green para merecer uma segunda oportunidade? Ou a competitividade do mercado televisivo exige muito mais, e não chega ter estrelas no cast? É caso para dizer que Vincent Cassel e Eva Green estão contra tudo e contra todos… até a própria série.

Trata-se de uma criação de Virginie Brac, uma argumentista com uma carreira de cerca de três décadas na escrita para TV, ainda que sem nada particularmente memorável. No entanto, justificou a aposta da Apple TV+, que colocou à disposição um elenco com nomes sonantes, aos quais se juntam também Peter Mullan (Westworld, Ozark, O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder), Daniel Francis (Once Upon a Time), Irène Jacob (The Affair), Patrick Malahide e Laëtitia Eïdo, entre outros.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.

Vais receber informação sobre
futuros passatempos.