«Baby Reindeer», a série da Netflix, baseada no caso vivido por Richard Gadd, ganhou muita popularidade e ramificações na “vida real”. O autor é o protagonista da sua própria história, recordando a sua relação tóxica com uma stalker.

Numa altura em que as séries de true crime e outras variantes de base real são bastante procuradas pelas produtoras e pela audiência, Richard Gadd entrega uma série à medida dos fãs de apostas do género. Em «Baby Reindeer», o comediante recupera as experiências traumáticas que viveu, muito por culpa da sua stalker, que na TV batiza de Martha Scott (Jessica Gunning). Inesperadamente, a trama conquistou ainda mais popularidade quando a verdadeira Martha se denunciou, tendo já sido, inclusivamente, entrevistada por Piers Morgan.

Sem sorte na sua carreira no humor, Donny (Gadd) trabalha num bar, uma vez que as suas performances de stand-up estavam longe de ser suficientes para a sua subsistência. Certo dia, Martha entra cabisbaixa no local e o homem sente alguma empatia pela mesma, dando início a uma relação aparentemente inofensiva. No entanto, à medida que as brincadeiras vão ganhando seriedade para Martha, a situação torna-se bizarra e até assustadora. Sobretudo quando Donny percebe que a mulher é uma stalker já condenada.

Não obstante, desengane-se quem pensa que a série é linear. A própria experiência de Donny é complexa, criando uma espécie de dependência da atenção de Martha. Como tal, parece não reagir tão rápido quanto recomendável aos constantes abusos da mulher, tanto pessoalmente como por mensagem. Embora a história tenha momentos tendencialmente cómicos, a verdade é que guarda um lado obscuro e confortável, que vai subindo de tom episódio após episódio.

Bem escrita e com uma boa cadência em termos de ação, «Baby Reindeer» tem uma base factual (segundo a versão de Gadd), mas aproveita muitos dos instrumentos da ficção e da construção para tornar a narrativa interessante. A trama beneficia também de uma realização competente de Weronika Tofilska e Josephine Bornebusch, que envolvem a audiência ainda mais em tudo o que está a acontecer.

A personagem de Donny vai relevando também cada vez mais lados, sobretudo quando enceta um romance com Teri (Nava Mau), que expõe as suas principais lacunas emocionais. Em crescendo e com uma intensidade contínua, a ação de «Baby Reindeer» é uma das mais viciantes do momento. Os episódios já estão todos disponíveis na Netflix.

https://www.youtube.com/watch?v=eafm1gB6SCM&t=1s

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.

Vais receber informação sobre
futuros passatempos.