O canal AMC Portugal estreia dia 22 de abril a série «Interview With the Vampire», baseada no livro com o mesmo nome de Anne Rice. A história tornou-se particularmente popular graças ao filme protagonizado por Brad Pitt e Tom Cruise.

Louis de Pointe du Lac (Jacob Anderson, «A Guerra dos Tronos»), um vampiro, senta-se pela segunda vez com Daniel Molloy (Eric Bogosian) para contar a história da sua vida. Tal como contam no episódio piloto, a primeira tentativa não correu bem e agora, vários anos depois, voltam a sentar-se para registar o passado de Louis, transformado em vampiro no ano de 1910. A série foi bem recebida, quando estreou em 2022, e prepara-se para lançar internacionalmente a segunda temporada.

«Interview with the Vampire» oferece uma perspetiva mais moderna em relação ao filme «Entrevista Com o Vampiro» (1994), tornando claro para a narrativa alguns temas que eram, então, abordados muito ao de leve. O principal destaque é a relação amorosa de Louis com Lestat de Lioncourt (Sam Reid), bem como a dependência que se estabelece entre os dois, à medida que Louis se afastava cada vez mais do seu lado humano.

Envolvido no lado mais obscuro das ruas de Nova Orleães, Louis contacta com o mundo da prostituição, do crime organizado e do jogo. Mas tudo muda quando conhece o misterioso Lestat, que acaba por destabilizar a sua realidade e, quando esta é destroçada, estica a mão para o “ajudar”. Um jogo viciado desde início, que cria um argumento interessante, dinâmico e reforçado pelo papel do narrador, que revela o seu passado com um olhar crítico.

A realização equilibrada e dinâmica, com momentos de drama, tensão, mas também diversão, torna a série mais sustentada e fortalece o próprio argumento, que (com mais tempo) também se torna mais claro para o público. As personagens têm tempo de se apresentar, de mostrar o que têm a perder e a ganhar, e a forma como estabelecem as suas relações torna os acontecimentos posteriores mais concretos e justificados para quem assiste. Uma escolha quase didática que simplifica a narrativa, ao mesmo tempo que torna as suas personagens mais complexas.

A aposta em «Interview with the Vampire» surpreende por desafiar a linha base do filme, muito marcante na época, enquanto tenta enriquecer os ambientes em que as personagens se movem e lhes dá outro nível de detalhe e personalidade, nomeadamente através das relações que têm (ou não) à partida. Para tal, muito contribui a obra literária que lhe serve de maior inspiração.

Como nota de destaque, Jacob Anderson. O ator é uma das surpresas mais agradáveis da série, surpreendendo pela sua versatilidade e capacidade de entrega. A sua prestação foi valorizada com nomeações a prémios como os Critics Choice Super Awards e os Gotham Awards; o ator já tinha feito esta ronda de prémios com indicações coletivas ao elenco de «A Guerra dos Tronos».

https://www.youtube.com/watch?v=n65z6VdhYqA

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.

Vais receber informação sobre
futuros passatempos.