«Watchmen – Os Guardiões» é uma passagem perfeita para o ecrã de um dos marcos da banda desenhada, o livro de Allan Moore que se julgava ser impossível adaptar, a feliz transposição ficou a cargo de Zack Snider. A complexidade do enredo, a carga dramática e sobretudo a humanidade ou falta dela são os catalisadores da narrativa, um tratado sobre a natureza humana do ponto de vista de ser super herói, uma alegoria de ser poderoso e saber actuar sobre o peso da responsabilidade, a moral e o autocontrolo desses limites. O registo em formato majestoso atravessa os tempos, detalhando de modo cronológico o que está em jogo com a dimensão dos personagens a crescer a cada segundo. «Watchmen – Os Guardiões» é igualmente um épico criminal que transpira essência cinematográfica, não vive só dos efeitos mas também não se retrai de sequências de acção com detalhe clínico e extremamente estilizadas, tudo é icónico e magistral, uma adaptação exemplar.

EXTRAS de «Watchmen – Os Guardiões» (Edição de Colecionador em DVD) Em The Phenomenon (27´), o significado, a abordagem e conceptualização de uma obra-prima da banda-desenhada, uma cronologia da novela gráfica feita pelo ilustrador Dave Gibbons, críticos, editores e membros da produção cinematográfica. Os pormenores da obra, as cores, a natureza dos personagens, o detalhe minucioso do guião do comic e as capas, uma literatura ambiciosa para gente adulta, reflexões pós modernas que não seguia as convenções, ajudou a definir o futuro dos comics. Real Super Heroes… (25´), o fenómeno de vigilantísmo, no filme e na realidade, os dois personagens controversos, Rorschach e O Comediante, os perigos desta actuação cívica na realidade, a filosofia dos Guardian Angels, a História dos vigilantes nos Estados Unidos e dois auto-intitulados super-heróis (ver para crer). Em Mechanics… (16´), , uma opção curiosa, um professor de física e consultor da produção dá uma aula sobre a verosimilhança de vários eventos do filme. Watchmen: Video Journals, um conjunto de onze featurretes, reúnem várias fases da produção com os actores e os técnicos: em The Minutemen (3´), o quem é quem do passado dos watchmen e as especificidades de um guarda-roupa único; Sets & Sensibility (4´), Alex McDowell, responsável pelo design de produção, explica como se produziram alguns dos 200 cenários do filme; Dressing for Success (3´), um guarda-roupa alargado com o objectivo representar um grande espaço de tempo (1938 a 1985); The Ship Has Eyes (4´), uma construção da ficção à maqueta até ao modelo digital; Dave Gibbons (3´), relato de incredulidade do desenhador ao ver a sua criação em escala real; Burn Baby Burn (2´), aprender a pegar fogo a um duplo (não experimentem em casa); Shoot to Thrill (2´), as técnicas de iluminação e a captar a imagem apenas com uma câmara; Blue Monday (3´), como criar Dr. Manhattan no ecrã, as expressões faciais e a luz azul emitida pelo seu corpo, um processo fantástico; Attention to Detail (3´), a riqueza e a importância dos adereços do filme; Girls Kick Ass (3´), é como quem diz, Laurie e Sally Jupiter, os contrastes entre épocas distintas e o drama induzido na relação de mãe e filha; Rorschach´s Mask (4´), Jackie Earle Haley descreve os dilemas morais do seu personagem. Em Viral Video: NBS Nightly News (3´), um boletim noticioso sobre Dr. Manhattan, e a fechar, o videoclip dos My Chemical Romance (3´), todos os extras estão legendados numa série de opções que analisam o filme e tentam encontrar paralelos com a realidade, uma abordagem muito interessante.

Título original: Watchmen Realização: Zack Snyder Elenco: Patrick Wilson, Malin Akerman, Jackie Earle Haley, Carla Gugino, Jeffrey Dean Morgan, Matthew Goode, Billy Crudup. Duração: 162 min. EUA, 2009

[Crítica originalmente publicada na revista Premiere, Setembro 2009]

https://youtu.be/wdiHDzT6YbQ
Please enable JavaScript in your browser to complete this form.

Vais receber informação sobre
futuros passatempos.