UMA MIÚDA COM POTENCIAL

UMA MIÚDA COM POTENCIAL

«Uma Miúda com Potencial»: raras vezes um título de um filme foi tão certeiro. Um potencial que se multiplica pela história, interpretação e não só. Na obra, conhecemos Cassandra (Carey Mulligan), que, após um acontecimento trágico na sua vida, resolve pôr em prática um plano de vingança invulgar, com a esperança de trazer alguma justiça a alguém querido que foi irremediavelmente ferido. Durante o dia, trabalha num café, mas, durante a noite, finge que está muito bêbada, deixando-se levar, aparentemente, por alguns homens que mostram o seu pior lado.

A obra é escrita por uma mulher, realizada por uma mulher e protagonizada por uma mulher. Esta perspetiva feminina nota-se em grande medida em todo o filme – e ainda bem. Emerald Fennell é a responsável pelo argumento e realização, num trabalho de grande sensibilidade, assertividade e provocação no ponto certo. A sua originalidade e proficiência são mais patentes no argumento, sem deixar de se perceber que há um talento emergente na realização. Ela é a verdadeira miúda com potencial e, com esta obra, garante uma posição concludente como uma das principais vozes femininas atuais no panorama artístico.

Carey Mulligan é a protagonista e aproveita ao máximo tudo o que a sua complexa tem para oferecer. Sofredora, irónica, provocadora, corajosa… tudo cabe na interpretação da atriz britânica, que tem, neste filme, um desempenho profícuo e que consegue prender-nos ao ecrã do início ao fim. O elenco secundário é também seguro, com uma óptima escolha de atores – muitos deles associados a papéis de “bons rapazes”, um perfil aqui inteligentemente desconstruído.

Com uma banda-sonora também inspirada, «Uma Miúda com Potencial» mostra-nos uma justiceira dos tempos modernos que dá voz à desigualdade feminina. O tema abordado é muito atual e reflete a forma como as mulheres são vistas pelos homens, mas também pelas próprias mulheres e tudo o que isso pode implicar. A obra mostra-nos ainda que o cinema no feminino está a ganhar cada vez mais força, num sinal de rejuvenescimento que traz novos olhares e novos temas. A sétima arte agradece. E nós também.

Título original: Promising Young Woman Realização: Emerald Fennell Elenco: Carey Mulligan, Bo Burnham, Laverne Cox, Alison Brie. Duração: 113 min. Reino Unido/EUA, 2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Artigos