Um Quarteto Único

UM QUARTETO ÚNICO

UM QUARTETO ÚNICO

Attacca é o termo musical usado no final de um movimento de uma composição para indicar ao intérprete que ele deve seguir imediatamente, sem pausa, para o movimento seguinte. Não há tempo para descansar ou sequer para afinar instrumentos. É assim, sob esta urgência, que Beethoven exige que seja executado o seu tardio Quarteto de Cordas nº14, Opus 131. E é assim que Peter (Christopher Walken), Robert (Philip Seymour Hoffman), Juliette (Catherine Keener) e Daniel (Mark Ivanir), os músicos do célebre The Fugue Quartet, lutam com esta difícil obra, com a incerteza perante o futuro, com os ressentimentos do passado, ou as traições do presente.

Mas no momento em que se preparam para festejar o 25º aniversário do grupo, a súbita notícia da doença de Peter, o elemento mais velho e aquele que parecia manter a união entre todos, vem levantar a poeira e provocar uma crise. Todas as frustrações e desequilíbrios acumulados ao longo de um quarto de século parecem ganhar corpo agora – como no poema de T. S. Eliot que o filme cita: “all is allways now”. Tudo se torna presente. Como lidar com isso?

Perante o imperativo de acção, “attacca!”, o que devemos fazer? Parar, ou lutar para nos tentarmos ajustar aos outros mesmo quando fora de sintonia? É esta a pergunta que Peter faz à sua audiência de jovens alunos, ou seja, é claro, a nós também. O filme tenta responder a esta questão embora de forma um pouco previsível, talvez verdadeira, mas algo domesticada. A harmonia parece forçada.

Primeira longa-metragem de ficção de Yaron Zilberman (em 2004 realizou o documentário «Watermarks»), «Um Quarteto Único» chama imediatamente a atenção, como é evidente, pelo ensemble de grandes actores que reúne. Há uma espécie de prazer nostálgico em voltar a olhar para o casal disfuncional Seymour Hoffman e Catherine Keen – «Sinédoque, Nova Iorque» (2008), de Charlie Kaufman. As diferenças não podiam ser maiores, mas a comparação entre um quarteto e uma ópera é provavelmente desadequada ou até injusta. «Um Quarteto Único» não deixa, no entanto, de merecer a nossa atenção.

Título original: A Late Quartet Realização: Yaron Zilberman Elenco: Philip Seymour Hoffman, Christopher Walken, Catherine Keener. Duração: 105 min EUA, 2012