THE DARJEELING LIMITED

THE DARJEELING LIMITED

Wes Anderson encontrou um cenário gigantesco com a Índia a servir-lhe de pano de fundo. «The Darjeeling Limited» é divertido intenso e dramático, retoma os assuntos da família. As famílias hiper disfuncionais são uma especialidade da casa de Wes Anderson.

A Índia é tão complexa quanto os personagens em cena, o argumento é densamente povoado de narrativas individuais quer dos três irmãos, os Whitman de origem americana, quer dos diversos personagens que se cruzam com estes. Eles vão efectuar uma viagem de comboio que serve de ponto de partida para retomar os desavindos laços familiares. Ao embarcarem no expresso a oriente iniciam uma jornada existencial, observam monumentos, paisagens e querem encontrar a si mesmos e à sua mãe entretanto refugiada no Nepal após a morte do pai. É um forcing desesperado para descobrir o sentido da família Whitman mas certas pancadas mesmo que transladadas de continente serão sempre intocáveis, a dissonância e a tara deles é algo sem cura.

As obras de Wes Anderson nunca se desviam da melancolia e da aflição dos génios que se auto consomem, neste caso, os flasbacks melodramáticos com algum humor negro perfilam a razão da existência dos Whitman, um recurso narrativo que conferiu mais vida a um cenário teoricamente limitativo de um comboio. Wes Anderson colaborou com Roman Coppola e Jason Schwartzman na escrita do filme. O comboio transforma-se em algo mágico, aproveita-se em pleno a diversidade e as incongruências da sociedade indiana surgindo em cena micro enredos de cobras perdidas, medicamentos sem prescrição e tigres foragidos que vão trazer ao texto a riqueza na sua diversidade. Surgem perante os nossos olhos uma multiplicidade de talentosos actores com pequenos mas significativos papéis casos de Irfan Khan (o pai da criança afogada no rio), Bill Murray (o empresário) e Angelica Huston no papel de Patricia Whitman a mãe dos irmãos viajantes.

«The Darjeeling Limited» ao contrário dos personagens centrais é um filme seguro e de uma riqueza de louvar, a produção funde-se com a Índia, a obra é muito mais do que apenas uma contemplação de paisagens exóticas possuindo os melhores elementos da rica cinematografia de Wes Anderson.

Título original: The Darjeeling Limited Realização: Wes Anderson Elenco: Owen Wilson, Adrien Brody, Jason Schwartzman, Anjelica Huston, Bill Murray, Irrfan Khan. Duração: 91 min. EUA, 2007

[Crítica publicada originalmente no site Cinema2000, Janeiro 2008]