«Somebody I Used to Know» é uma agradável surpresa no género melodrama. Escrito a duas mãos, pelo realizador Dave Franco e pela sua esposa, a estrela deste filme, Alison Brie, a dupla está de parabéns, fez um belo trabalho que vai encantar os espectadores. O que parece mais uma comédia romântica com uns toques de drama existencial torna-se a receita perfeita para o entretenimento ao trocar as voltas às convenções do género. Enquanto actriz, Alison Brie tem demonstrado ao longo dos anos um excelente jogo de cintura, da comédia ao drama, em séries marcantes como «Community», «Mad Men» e «Glow». Este é o seu terceiro argumento original e demonstrativo que está no caminho certo para filmes que sabem divertir, mas que têm igualmente a capacidade de procurar a alma dos personagens. Ally (Alison Brie) regressa a casa no Oregon após um revés na sua carreira de showrunner de um reality show de sobremesas e dramas amorosos que acaba de ser cancelado. No regresso à cidade natal cruza-se com o ex-namorado que está prestes a casar. Uma noite perfeita de diversão, faz-lhe recordar o que falta à sua vida, mas para reacender o romance com o “ex” ela terá de ser uma fura-casamentos… O filme é uma boa comédia mas também uma viagem às motivações e à memória dos personagens numa narrativa sobre as concessões e os ganhos na procura dos sonhos. Lembra-nos que por vezes na vida há algo ainda mais importante do que o amor pelo próximo, neste caso, o amor por nós mesmos. «Somebody I Used to Know» mais do que uma genérica comédia romântica é uma bela lição de vida, um lembrete com notas altas na realização, argumento e interpretação.

Título original: Somebody I Used to Know Realização: Dave Franco Elenco: Alison Brie, Jay Ellis, Kiersey Clemons Duração: 106 min. EUA, 2023

[Texto publicado originalmente na Revista Metropolis nº92, Abril 2023]

https://www.youtube.com/watch?v=f497dkv3vfU
Please enable JavaScript in your browser to complete this form.

Vais receber informação sobre
futuros passatempos.