Solar Opposites

Solar Opposites| Especial Star no Disney+

Solar Opposites| Especial Star no Disney+

Justin Roiland, um dos criadores de «Rick and Morty», estreia-se no Disney+ Portugal com mais uma aposta na animação: «Solar Opposites». A série alia o humor pouco convencional e mais adulto à ficção científica e os resultados são “desastrosos”… para os protagonistas.

Um grupo de aliens sente-se deslocado e discriminado entre humanos, em «Solar Opposites». A comédia de animação mostra um outro lado da ficção científica, onde as (auto)apregoadas “vítimas” perpetuam à descarada várias atitudes de vilania. A situação proporciona muitas situações de humor, o que ajuda a acalmar um pouco as saudades de «Rick e Morty», cujo regresso ainda não foi anunciado. É que ambas as séries “partilham” um criador e têm linguagens aproximadas.

Solar Opposites

Além de criador, a par de Mike McMahan (argumentista e produtor de «Rick e Morty»), Justin dá também voz ao alien Korvo, um dos protagonistas – na outra série, dá igualmente voz a Rick. Na dobragem juntam-se Thomas Middleditch («Silicon Valley»), Sean Giambrone («Os Goldberg») e Mary Mack.

A família nada convencional vai-se adaptando à vida mundana, mas depressa deixa um aviso: “Não podemos ser julgados pelos padrões humanos”. Sobretudo se for para terem má fama nas redondezas, algo que o grupo valoriza, mas que não tem corrido bem. A falta de jeito natural com que tentam resolver problemas, criando mais problemas, é um dos catalisadores que alimenta a ação e provoca os momentos mais cómicos.

Os episódios veem-se com bastante facilidade e as personagens conseguem sempre surpreender pelas suas ideias mirabolantes para se sentirem um pouco mais integradas. Ainda que as suas atitudes, sobretudo as que não são públicas, não sejam nada condizentes com essa vontade. A série “bebe” dos clichés da ficção científica para os desmistificar e quase “ridicularizar” em função do humor, de forma conseguida, mas sempre com o eco de «Rick e Morty» a destacar as semelhanças entre as séries. Algo que, naturalmente, não é rejeitado pelos criadores, que utilizam várias referências e inspirações ao longo dos episódios.

A série passa a fazer parte do catálogo do Disney+ a partir de terça feira, 23.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes