Selvagens

SELVAGENS

SELVAGENS

«Selvagens» de Oliver Stone é baseado no livro homónimo de Don Winslow (publicado pela Porto Editora), uma viagem alucinante a um mundo de amor e ultra-violência. A história retrata seis personagens, bem caracterizados, que têm em pano de fundo a Califórnia, a liberalização das drogas leves e os poderosos cartéis mexicanos que deixam um rasto de sangue por onde passam. É mais um brilhante retrato da América real por parte de um cineasta maior. Ao visualizar o filme apercebemos a sedução na adaptação do romance de Winslow por Oliver Stone, é possível encontrar-se sombras de «Assassínios Natos». O enredo centra-se num triângulo amoroso de diferentes faces que vê-se engolido pela espiral de violência inspirada na infrutífera Guerra contra as Drogas, neste caso, a destruição do amor e a inocência perante a barbárie que atravessa a fronteira.

Os personagens são representações desta guerra com Oliver Stone a realizar sem ilusões uma obra pura e dura para o espectador, carregada de excelentes pormenores de interpretação e realização. Os actores foram escolhidos a dedo e representam no pleno das suas capacidades com Stone, um director de actores, a tirar máximo proveito do texto e as doses de paranoia no argumento.

Os actores puxam dos galões e as interpretações são numa escala ascendente, quantos mais anos de carreira mais saborosas são as interpretações. Os perfis que partem de uma base estereotipada, inserem-se numa mensagem mais abrangente, a experiência de actores como Salma Hayek, Benicio Del Toro e John Travolta tornam os seus personagens em polos magnetizantes sempre que surgem em cena. Os principais papeis ficam a cargo de Blake Lively (O), bela como sempre no papel de donzela raptada, e Aaron Taylor-Johnson (Ben) e Taylor Kitsch (Chon) que são convincentes nos seus desempenhos, uma espécie “Ying e Yang”.

O filme não poupa a audiência, há sequências que têm um realismo grotesco, infelizmente não são acidentais e nem sequer ficcionais basta estar atento ao reportório de atrocidades cometidas constantemente no México, o ground zero da Guerra contra as Drogas.

Oliver Stone continua atento e ao realizar um explosivo filme de ficção mas deixando uma mensagem política, uma “wake up call” baseada em todas as (ex)tensões que rodeiam a guerra invisível que se trava nas ruas do seu país.

Título original: Savages Realização: Oliver Stone Elenco: Aaron Taylor-Johnson, Taylor Kitsch, Blake Lively, Demián Bichir, Salma Hayek, Benicio Del Toro Duração: 131 min EUA, 2012

[Texto originalmente publicado na revista Metropolis nº6, Fevereiro 2013]