Sabaya

SABAYA

SABAYA

«Sabaya» é um documentário aterrador sobre o resgate de mulheres e crianças cativas do Daesh. As mulheres retratadas neste filme eram originárias de uma minoria étnica curda (as Yazidis), oriundas da província de Sinjar, no norte do Iraque. Quando o Daesh estava imparável no Iraque, arrasou cidades, aniquilou milhares de homens e escravizou as mulheres e as suas filhas. As mulheres capturadas eram intituladas de Sabaya pelo Daesh, eram forçadas a converterem-se à religião islâmica e tornavam-se escravas dos combatentes do exército islâmico. O filme desenrola-se num campo de refugiados na Síria, no Al-Hol, onde se encontravam 75 mil refugiados que eram apoiantes do Daesh. No Al-Hol também se encontravam as Sabaya: cerca 2000 mulheres Yazidis raptadas e mantidas cativas por mulheres mais velhas e fieis à causa do Daesh. O documentário é um jogo do gato e do rato num labirinto de um campo de refugiados. Seguimos um heroico grupo de voluntários curdos liderados pelos heróis desta história: Mahmud e Ziyad e um conjunto de mulheres infiltradas no campo. Eles arriscam a sua integridade física e procuram desesperadamente o paradeiro das mulheres desaparecidas. O espectador segue as missões de resgate em tempo real de mulheres, jovens e crianças, com os relatos perturbadores na primeira pessoa sobre a crueldade do Daesh. O grupo de voluntários conseguiu resgatar duzentas das duas mil mulheres que estavam aprisionadas no campo de Al-Hol. Cinquenta das resgatadas tiverem filhos dos combatentes islâmicos o que colocava as próprias Yazidis em risco com a não aceitação das crianças por parte dos familiares no norte do Iraque. A realização deixa para a audiência a percepção dos factos, a coragem da investigação e das consequências destas atrocidades nas mulheres e crianças resgatadas. O documentário tem um visual cru que espelha o caos no terreno e aquela sensação de atordoamento perante a realidade. «Sabaya» é uma obra que permite ver – é inconcebível entender – a insanidade (em nome da religião) do Daesh em pleno século XXI.

Título original: Sabaya Realização: Hogir Hirori Documentário Duração: 90 min. Suécia, 2021

[Texto publicado originalmente na Revista Metropolis nº86, Agosto 2022]