Redbelt

REDBELT – CÓDIGO DE HONRA

REDBELT – CÓDIGO DE HONRA

«Redbelt – Código de Honra» é um dos filmes vintage de cinema de acção da colheita de 2008, um grande golpe de David Mamet. Extraordinária criação dramática sobre as escolhas, dentro e fora do ringue, num mundo volátil, mais do que um combate corpo a corpo, é um confronto cerebral sobre a adulteração de princípios imutáveis. David Mamet é por excelência um manipulador de emoções, quando aplicada a um sub género da acção, o filme de combate, o resultado é uma dimensão noir onde a moral de Mike (Chiwetel Ejiofor), professor de Ju-Jitsu, um samurai moderno em L.A, é colocada em causa num mundo viscoso. Tudo começa quando Laura (Emily Mortimer), entra disparada no seu ginásio, inicia-se uma vertiginosa sucessão de eventos, gincana de ilusões e emoções, culminam num poderoso teste ao código de honra do professor. Interpretações mametianas (acima da média) com vários apóstolos das diversas congregações de David Mamet, é uma exímia direcção e escolha de actores, parecem que todos nasceram na pele destes personagens. Chiwetel Ejiofor é uma revelação, o realizador ainda apresenta os estragos que faz com actores como Rodrigo Santoro, Alice Braga e até Tim Allen, nas suas mãos mostram todo o potencial, sem esquecer dos intérpretes amadores que se transformam em profissionais, os lutadores e um mágico hipnotizante. Destaque para a fotografia de Robert Elswit cria um universo de contrastes e cheio de cores vivas. Já não se fazem filmes assim, registo inédito sem concessões, mesmo sobre estrangulamento, a integridade acima de tudo, uma lição de como estar na vida e no cinema.

Título original: Redbelt Realização: David Mamet Elenco: Chiwetel Ejiofor, Alice Braga, Emily Mortimer, Rodrigo Santoro, Tim Allen Duração: 99 min. EUA, 2008

[Texto originalmente publicado na revista Premiere, Abril 2009]