«Quarto»

QUARTO

QUARTO

O norte-irlandês, Lenny Abrahamson, é senhor de uma filmografia bastante peculiar. As suas cinco longas-metragens abordam tópicos muito diversos e refletem as incongruências da humanidade a partir do seu país natal. Em 2015 ele dá o salto para o outro lado do oceano adaptando com grande sensibilidade o difícil best-seller de Emma Donoghue. «Quarto» é um filme que celebra a vida e a beleza que está escondida sob um mundo tenebroso. Baseado numa história de cativeiro de uma mãe (Brie Larson) e o seu filho (Jacob Tremblay), o filme opta por um olhar para lá da clausura através da visão do menino que perante a inocência providenciada pela proteção da mãe mantém viva a esperança de um mundo sem barreiras. «Quarto» está dividido em dois actos, na segunda metade dá-se o colapso da protagonista perante a liberdade e a consciência do terror por que passou. A realização de Lenny Abramson desfruta de grande virtuosismo visual, uma estética que anda de mãos dadas com a emoção da história. Mas não se deve confundir a obra com um dramalhão de fazer chorar as pedras da calçada. «Quarto» terá por certo lugar na prosperidade graças a duas brilhantes interpretações, a confirmação de Brie Larson e a revelação de Jacob Tremblay. Imperdível.

Título original: Room Realização: Lenny Abrahamson Elenco: Brie Larson, Jacob Tremblay, Sean Bridgers. Duração: 118 min. EUA/Canadá/Reino Unido/Irlanda, 2015

[Crítica publicada originalmente na revista Metropolis nº41, Novembro 2016]