Metropolis 72

UMA RENTRÉE PROLONGADA

Os resultados de «Joker» – foi o filme mais visto em Portugal durante seis semanas e de «A Herdade» – superou os 75.000 espectadores – confirmam uma ideia com que partimos para este número de novembro: a rentrée de cinema iniciada em setembro prolonga-se pelo outono.

Nas próximas semanas irão estrear os novos filmes de Ken Loach, Costa-Gravas, Casey Affleck, Edward Norton, Matt Damon e Christian Bale. Nas páginas desta edição #72 traçamos perfis de alguns dos talentos do mês e antevemos mais de duas dezenas de filmes, incluindo a sequela de «Frozen», «Star Wars: Episódio IX – A Ascensão de Skywalker», o filme que encerra a terceira trilogia da saga espacial, e «1917», o épico de guerra, de Sam Mendes, que poderá ser a primeira grande estreia de 2020.

O ano corre bem ao cinema português, graças aos sucessos de «Variações» e «A Herdade» e à consagração de «Vitalina Varela» com o Leopardo de Ouro no Festival de Locarno. É sobretudo um ano feliz para o realizador Tiago Guedes que estreia a segunda longa-metragem num curto período de três meses. «Tristeza e Alegria na Vidas Girafas» é uma comédia adolescente atrevida e rara no cinema português. Por isso fizemos questão de marcar um reencontro com o realizador nesta edição da METROPOLIS.

Do cinema para a televisão: 12 anos depois do fracasso de «A Bússola Dourada», os mundos paralelos de «His Dark Materials» são desenvolvidos pela HBO: Já vimos metade da primeira temporada e estamos em condições de dizer que a série parece ter aprendido com os erros do filme.

TIAGO ALVES

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Arigos recentes