Metropolis 71

REENTRÉ: FESTIVAIS, CINEMA NACIONAL E TV

Este é o momento de voltarmos ao cinema e há boas razões para isso. Quando este número da METROPOLIS for descarregado pelo leitor, dois filmes portugueses registam bons resultados e encontraram o seu público nas salas.

O ‘biopic’ «Variações», de João Maia, estreado no final de agosto, ultrapassou os 250.000 espectadores; a saga familiar «A Herdade», de Tiago Guedes, foi visto por mais de 30.000 espectadores durante a primeira semana de exibição.
A nossa escolha de capa valoriza uma produção com dimensão histórica, social e política suportada em dois atores com desempenhos sólidos e marcantes no seu percurso – Albano Jerónimo e Sandra Faleiro são os protagonistas deste número. A METROPOLIS juntou-os numa entrevista e foram fotografados por Alípio Padilha.

O filme de Tiago Guedes esteve nos dois principais festivais de cinema de outono que acontecem em Veneza e Toronto. Nesta edição trazemos as primeiras notas críticas dos filmes mais marcantes das seleções oficiais dos dois festivais.

Os filmes «Downton Abbey», «Ad Astra» e «Dor e Glória» foram as outras grandes estreias do mês de setembro – pode saber mais sobre a popular série televisiva britânica adaptada para cinema, ler uma entrevista com o realizador James Gray e um perfil dedicado ao percurso de Antonio Banderas.

É outubro, está altura de olharmos para as propostas novas da rentrée. Começamos pela televisão com uma antevisão muito abrangente, incluindo as novas temporadas de 56 séries. O cinema fica guardado para a próxima edição.

TIAGO ALVES

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Arigos recentes