M.O.D.O.K

M.O.D.O.K.: O Supervilão Menos Assustador de Sempre?

M.O.D.O.K.: O Supervilão Menos Assustador de Sempre?

O streaming Disney+ estreia esta sexta-feira, 21, a nova aposta Marvel: «M.O.D.O.K.». A Metropolis teve acesso antecipado aos primeiros episódios da nova série de animação.

Depois de alguns episódios do lado do Bem, em «Os Agentes S.H.I.E.L.D.», Patton Oswalt troca de equipa e é agora a voz do novo supervilão da Marvel: o desajeitado M.O.D.O.K. A personagem surgiu pela primeira vez nas comics em 1967, e assume agora o protagonismo da série de animação do Hulu, chegando a Portugal pela mão do Disney+, que continua, assim, a estender o seu catálogo Marvel. Esta é uma criação assinada por Jordan Blum e Patton Oswalt, inspirada na obra imagina por Stan Lee e Jack Kirb.

M.O.D.O.K

Estamos a falar do supervilão menos assustador de sempre, mas tal é propositado da parte da narrativa. Um “cyborg” que não é um cyborg e um vilão que não é bem-sucedido. Tudo na vida de M.O.D.O.K. (Patton Oswalt) tem mais de comédia do que assustador, e só tem tendência para piorar com a aproximação da meia-idade do protagonista. Sem grandes feitos no seu currículo de malvadez, e ainda longe de conquistar o mundo como ambiciona, M.O.D.O.K. (que significa em português algo como Organismo Mental Desenvolvido Apenas para Matar) vê a sua empresa do Mal abrir falência. A salvação acaba por vir de um investidor aparentemente inofensivo que, bem mais atento nas questões contratuais, acaba por enganar o supervilão.

Até o Homem de Ferro faz uma “perninha” – quase literalmente –, desta feita na voz de Jon Hamm, para destruir as ambições de M.O.D.O.K. que, como se não bastasse, também atravessa uma valente crise familiar. Já não há descanso para os supervilões, ainda que a sua falta de talento pareça ser comum na área “profissional” e familiar, o que contribuiu para que a sua saga épica de vingança não passe, afinal, de uma hilariante tragédia grega. Os episódios curtos e o discurso leve das personagens não tem o mesmo impacto de outras séries Marvel, mas pode segurar a audiência pela sua leveza e riso fácil.

O elenco, esse, não está para brincadeiras. «M.O.D.O.K.» reúne nomes como Whoopi Goldberg, Wendi McLendon-Covey, Melissa Fumero, Nathan Fillion, Bill Hader, Beck Bennett, Aimee Garcia e Ben Schwartz, entre outros.

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Artigos