L WORD: GERAÇÃO Q

L WORD: GERAÇÃO Q

As três temporadas do spin-off de «The L Word» estão a ser emitidas pelo canal TVCine Edition.

Quando, em 2004, estreou «The L Word», a representatividade da comunidade LGBT na narrativa representou um marco no mundo televisivo. Na atualidade, com histórias mais inclusivas e ousadas, a série não tem um impacto ao mesmo nível, mas continua a ser uma aposta de respeito no pequeno ecrã. Pela positiva, o spin-off «L Word: Geração Q» traz várias personagens principais, o que acrescenta ainda mais valor a este regresso.

Bette (Jennifer Beals), que não atravessa a melhor fase da sua vida pessoal, está a candidatar-se ao cargo de mayor de Los Angeles; Alice (Leisha Hailey) lida com a complexa relação com a mulher Nat (Stephanie Allynne), ao mesmo tempo que apresenta um talk-show diferenciador; Shane (Kate Moennig) está de volta, imprevisível como sempre; e outras personagens antigas também fazem uma visita.

O trio é a força-matriz de «L Word: Geração Q», mantendo as linhas gerais das protagonistas, enquanto revelam mais maturidade, exigência e um forte lado maternal e de maior responsabilidade. No entanto, de igual forma, o drama e as storylines, do romance à tragédia, sobrepõem-se a alta velocidade, ao estilo a que a série já tinha habituado a audiência.

Por sua vez, um conjunto de novas personagens traz frescura e novas narrativas, com principal destaque para Dani Núñez (Arienne Mandi), criada num mundo de negócios muitas vezes poucos claros, à procura de uma redenção. Juntam-se a ela a namorada Sophie Suarez (Rosanny Zayas), a peculiar e engraçada Sarah Finley (Jacqueline Toboni) e o tímido Micah (Leo Sheng).

Entre corrupção, intriga, muitas discussões e relações de amor/ódio, a narrativa da série está em constante movimento e carrega alguma imprevisibilidade. Além de um drama quase novelístico, a trama aborda também o contexto político, social, económico e familiar. Não obstante, oferece ainda vários momentos de leveza e diversão.

[Texto publicado originalmente na Revista Metropolis nº101, Inverno 2023]