Infinito

INFINITO

INFINITO

«Infinito» é mais um blockbuster que saltou a exibição em sala em Portugal e veio directamente para os ecrãs dos espectadores. O filme é uma produção dos estúdios Paramount tem um arcaboiço digno de um bing bang com uma história carregada de mitologia, grandes sequências de acção e actores de renome. O lançamento segue a senda de outros títulos do estúdio norte-americano que saltaram a exibição em sala e vieram directamente para a Amazon Prime Video, caso de «A Guerra do Amanhã» e «Sem Remorsos». «Infinito» foi realizado por Antoine Fuqua a partir do livro The Reincarnationist Papers de D. Eric Maikranz. Mark Whalberg dispensa apresentações mas está discreto, volta a colaborar com Antoine Fuqua após «O Atirador» (2007). O seu antagonista no filme é interpretado por Chiwetel Ejiofor e contra todas as fragilidades do argumento arranca o melhor papel do filme. «Infinito» relata a história de um grupo de pessoas na Terra que desde os primórdios da humanidade tem uma alma que não morre, apenas renasce, havendo um processo de despertar e novamente o investimento na evolução através do conhecimento em diferentes corpos. No seio deste conjunto de pessoas “infinitas” há um grupo dissidente que deseja acabar com toda a humanidade terminando assim um ciclo de continuidade. O filme é um confronto entre estas duas doutrinas e a tentativa de impedir a extinção da vida. Mark Wahlberg é o protagonista que desperta da sua existência na actualidade e aos poucos percebe a sua missão. «Infinito» é um filme com elaboradas sequências acção, perseguições e combates mas é um non brainer e totalmente previsível, cumpre o objectivo para os fãs do género. Será provavelmente um dos maiores sucessos de 2021 da Amazon Prime Video.

Título original: Infinite Realização: Antoine Fuqua Elenco: Mark Wahlberg, Chiwetel Ejiofor, Sophie Cookson, Dylan O’Brien, Rupert Friend, Jason Mantzoukas, Toby Jones, Wallis Day. Duração: 106 min EUA, 2021