HOW TO HAVE SEX – A PRIMEIRA VEZ

HOW TO HAVE SEX – A PRIMEIRA VEZ

Depois de ver «How to Have Sex» fica-se com a certeza de que o inferno existe e fica em Mália, cidade costeira da ilha de Creta, na Grécia. É para este destino que rumam todos os anos milhares de adolescentes excitados com a perspectiva de festas épicas, com direito a muito sol, mergulhos no mar, música alta, comas alcoólicos e jogos muito giros em que menores de idade são chamados a ter sexo oral num palco para que todos possam ver e filmar! Ou seja, muita diversão!

Ao longo das últimas décadas, as chamadas “viagens de finalistas” (que, entretanto, já chegaram ao 1.º Ciclo), tornaram-se quase uma obrigação e, muito à boleia de uma estética americanizada à la Spring break, são sinónimo de todo o tipo de excessos. Vistas por alguns como uma espécie de “ritual de passagem”, nestas viagens muitos jovens acabam por ter a sua primeira experiência sexual. É isso que acontece com Tara (Mia McKenna-Bruce), a protagonista de «How to Have Sex». Influenciada pelas suas duas melhores amigas, Skye (Lara Peake) e Em (Anna Antoniades), que a acompanham nesta viagem, Tara, supostamente com 16 anos, acaba por ceder ao contexto e à pressão, perdendo a virgindade com um rapaz por quem não se sente especialmente atraída.

Vencedor do Grande Prémio Un Certain Regard, no Festival de Cannes 2023, «How to Have Sex» foi ovacionado de pé durante 8 minutos. Terá impressionado o júri, o público e até boa parte da crítica pela forma como trouxe para debate questões tão importantes como a noção escorregadia de “consentimento”. Se é verdade que os jovens têm hoje acesso a mais e melhor informação sobre este e outros temas relacionados com a sexualidade, continua a ser fundamental olhar para questões como a celebração do consumo excessivo de álcool e a validação entre pares assente na performance sexual de cada um. É evidente que o cinema não é catequese, não tem que servir para educar, mas, uma vez que vem sendo mostrado em escolas no Reino Unido, talvez valha a pena reflectir sobre toda esta representação da “ideia de juventude”.

Título Original: How to Have Sex Realização: Molly Manning Walker Elenco: Mia McKenna-Bruce, Lara Peake, Anna Antoniades Duração: 91 min. Reino Unido/Grécia, 2023

Foto © Nikolopoulos Nikos