Days Gone

Days Gone

Days Gone é um jogo de acção e terror. É um dos jogos de referência de 2019 e uma das fortes apostas da Sony Playstation que continua a deslumbrar os jogadores com os seus cenários pormenorizados e uma narrativa intrincada que se desenrola num mundo pós-apocalíptico.

A história arranca em Oregon, onde a poesia da paisagem contrasta com a devastação da humanidade consumida por um vírus letal que transformou as pessoas em criaturas impiedosas e sedentas de carne, os freakers. A par da desagregação da sociedade, o que sobra do mundo divide-se entre bolsas de sobreviventes com agendas distintas. Neste ambiente, encontramos dois amigos transformados em caçadores de recompensas que tentam sobreviver e navegar perante a carnificina. Uma forte relação de amizade une Boozer e Deacon St. John na luta contra todas as adversidades. O jogador interpreta Deacon, cansado de maquinações de outros gangs, invasores e os freakers, os amigos decidem partir para outro lugar, mas para isso teremos de ultrapassar várias missões num mundo aberto de perder de vista. A moto é a principal companheira para cruzar a região montanhosa, procurar mantimentos e participar numa série de missões para escapar para um lugar seguro e procurar a companheira de Deacon St. John. O jogo inspira-se bastante em livros e filmes com os temas do mundo pós-apocalíptico, o clássico de Cormac Mccarthy, A Estrada, é exemplo disto mesmo. O tom sombrio povoa o jogo e traz-nos à memória outro clássico da Playstation, o fenomenal The Last of Us.

O estúdio SIE Bend Studio, que não teve uma vasta equipa a trabalhar neste título, teve uma abordagem mais íntima nos vários estágios de evolução do jogo, doseando perfeitamente as emoções com a jogabilidade. A realidade é imersiva e envolve-nos completamente. O tempo voa ao perdermo-nos na longa jornada do nosso herói em busca da tranquilidade e o amor que pensava estar perdido para sempre. As escolhas do nosso protagonista não determinam a narrativa, mas podemos optar por andar aos tiros ou ter uma abordagem mais furtiva. Os “zombies” deste jogo estão directamente influenciados pelos ciclos diários, ou seja, à noite os freakers estão com a corda toda e de dia estão mais soturnos. As várias missões vão compondo um novelo que interliga as várias linhas narrativas. A versão portuguesa de Days Gone tem um bom trabalho de dobragem. Apenas peca por ser demasiado explícita. Há vários meses nos escaparates, Days Gone continua a ser uma das jóias de 2019 da Playstation 4.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Arigos recentes