Council of Dads

Council of Dads: O Cancro e a Terapia da Dor

Council of Dads: O Cancro e a Terapia da Dor

Estreia esta noite, pelas 22h10, no TVCine Emotion a nova série «Council of Dads». A trama é protagonizada por Sarah Wayne Callies (Prison Break) e Clive Standen (Vikings, Taken), dois rostos bem conhecidos do público português.

O cancro volta a ser protagonista de uma história sem final feliz. Mas nem todos os “fins” o são verdadeiramente. Perante a chegada iminente da morte, Scott Perry (Tom Everett Scott) organiza uma equipa de confiança para que, na sua partida, ajude a mulher Robin (Sarah Wayne Callies) a cuidar dos seus filhos. O trio de luxo é composto por um grupo bastante heterogéneo: Anthony Lavelle (Clive Standen), Oliver Post (J. August Richards) e Larry Mills (Michael O’Neill).

Council of Dads
COUNCIL OF DADS — “Pilot” Episode — Pictured: (l-r) Sarah Wayne Callies as Robin Perry, Michele Weaver as Luly — (Photo by: Quantrell Colbert/NBC)

Afetado inesperadamente por um cancro, revelado por um exame de rotina, Scott vê a sua vida mudar drasticamente. E nem a vitória inicial o deixa mais otimista, para desagrado de Robin. A algum custo, consegue convencer a esposa da necessidade de um “conselho de pais”, para que possam contribuir com ensinamentos “de pai” aos seus filhos. Ou seja, que ocupem, por assim dizer, o seu lugar durante um ano.

Embora o conceito da série seja tendencialmente machista e tradicionalista, no sentido em que aponta fragilidades à figura maternal que apenas podem ser colmatadas por um homem, há ideias positivas a retirar de «Council of Dads». Por um lado, a forma como a narrativa aborda a dor é complexa, emocional e explorada pelo núcleo central de personagens de forma transversal. Por outro lado, evita-se a simplificação — denunciada acima — das questões de género. Ao contrário do que seria de esperar, são aprofundadas, por exemplo, através de uma das personagens, que não se identifica como rapariga.

Council of Dads
COUNCIL OF DADS — “What Do You Want To Be?” Episode 103 — Pictured: (l-r) — (Photo by: Seth F. Johnson/NBC)

Entre o drama e a comédia, «Council of Dads» mostra-se uma série versátil e que explora um vasto conjunto de emoções. É fácil identificarmo-nos com a dor alheia, pelo que a empatia acontece com facilidade e naturalidade. A perda na sequência de algo tão violento como o cancro, que vai destruindo silenciosamente os pilares de uma família, é suplantada pela vontade de continuar a viver. Há um escape da dor, no episódio piloto, que força as personagens a continuar a viver. Mas, já se sabe, as aparências enganam.

Com um elenco forte, até entre os mais jovens, «Council of Dads» funciona como uma terapia da dor: para os intervenientes da ficção e também para os da vida real. E, no meio da narrativa, surge também a esperança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Arigos recentes