A MÃE DE TODAS AS MENTIRAS

A MÃE DE TODAS AS MENTIRAS

«A Mãe de Todas as Mentiras» foi o vencedor do prémio L’Oeil d’or de Melhor Documentário em Cannes 2023. A realizadora marroquina Asmae ElMoudir criou uma obra que deixa o público estupefacto perante a realidade retratada e a capacidade de contar uma história horrenda a partir da experiência da sua família. O processo é perspicaz porque desarma o espectador, entre as memórias e o mau feitio da avó de Asmae ElMoudir é criado um cenário num estúdio de animação: um bairro em Casablanca, pequenas figuras esculpidas à mão e representativas da comunidade que nos levam até ao inesperado e ao absoluto terror. O espectador é apanhado na curva quando os familiares de Asmae ElMoudir começam a contar/encenar um massacre verídico desenrolado a 20 de Junho de 1981, em Casablanca. Na época, os sindicatos convocam greves para protestar o aumento do pão e os militares assassinam indiscriminadamente 600 pessoas dos bairros pobres de Casablanca, incluindo crianças. Os sobreviventes renasceram, os mortos desapareceram durante 20 anos numa vala comum e o silêncio imperou. «A Mãe de Todas as Mentiras» é um valente abanão, uma libertação das memórias e das palavras presas e deliberadamente apagadas durante décadas.

Título original: Kadib Abyad Título internacional: The Mother of All Lies Realização: Asmae ElMoudir Documentário Marrocos/Egipto/Arábia Saudita/ Catar, 2023

[Texto publicado originalmente na Revista Metropolis nº103, Fevereiro 2024]