A ESSÊNCIA DO AMOR

A ESSÊNCIA DO AMOR

Creio que não será exagerado dizer que a estreia deste filme de Terrence Malick foi acompanhada de alguns equívocos relacionados com a memória, ainda muito próxima, do seu anterior A Árvore da Vida (2011). Não me refiro, entenda-se, às inevitáveis diferenças de leitura ou valoração – escusado será dizer que a obra de Malick não está propriamente vocacionada para gerar intocáveis unanimidades. Acontece que «A Essência do Amor» foi algumas vezes encarado (e, a meu ver, diminuído) como uma espécie de “A Árvore da Vida – Parte 2”.

De facto, aquilo que em «A Árvore da Vida» se enraizava na vulnerabilidade mítica do espaço familiar, transfigura-se, aqui, numa discussão mais carnal, porventura mais romântica, do próprio par. Daí que o título português me pareça francamente inadequado. A ideia de que se trata de abordar uma qualquer “essência”, seja do que for, corre o risco de passar ao lado dos termos muito concretos da deambulação da personagem de Neil (Ben Affleck) e das duas mulheres (Olga Kurylenko e Rachel McAdams) com quem ele se envolve.

Não seria fácil encontrar em português uma boa equivalência para o título original, «To the Wonder». Em qualquer caso, a noção de uma deslocação “em direcção à Maravilha” não se pretende banalmente abstracta: “The Wonder” ou, em rigor, “La Merveille”, é a designação de um grupo de edificações históricas no Monte Saint-Michel, cenário emblemático de uma cena do filme (recordemos o título francês: «À la Merveille»).

Malick filma, assim, uma perturbação interior que se exprime através de elementos muito concretos dos cenários (europeus e americanos) por ele eleitos. Dito de outro modo: ele aplica o cinema, não como uma transcrição psicológica seja do que for, mas como uma arte empenhada em discutir os seus tradicionais modelos psicológicos e, em particular, as tensões entre os elementos naturais e as relações decorrentes de determinada conjuntura social. No limite, este cinema de uma depurada beleza narrativa está apostado em discutir as hipóteses contemporâneas de uma visão humanista do mundo.

JL

Título Original: To the Wonder Realização: Terrence Malick Elenco: Ben Affleck, Olga Kurylenko, Javier Bardem. 112 min. EUA, 2012