logo

Entrar
Actualizado às 11:17 PM, Feb 19, 2018

Os Escolhidos

Destaque Os Escolhidos

«Os Escolhidos», aposta da D&D criações, é um projeto de série de televisão inspirado nas aventuras de super-heróis. Angélica, Madalena, David e Gabriel são 4 jovens com poderes especiais e um objetivo comum. Recusado pela Stopline, os seus criadores procuram novas formas de financiamento num mercado exíguo e dominado pelos gigantes norte-americanos do entretenimento. Conversámos com o Diego Martins e o David Pereira sobre a origem da série, as motivações, as expetativas em relação à sua viabilidade e ainda sobre a escolha do elenco principal. 

Como, quando e onde nasceu este projeto?
Diego: A ideia surgiu há cerca de um ano e meio enquanto conversava com o David, aliás, a maioria das nossas ideias surgem fora do ambiente de trabalho, em conversas casuais. Na altura eu já tinha falado com ele sobre a minha vontade de criar um argumento sobre um grupo de jovens, a minha ideia era algo semelhante aos livros d'Os Cinco. Mas depois de algum tempo a discutirmos várias ideias começou a fazer sentido para nós que eles tivessem super-poderes.

Porque tanto eu como o David somos fãs de histórias com super-heróis.
David: Isso e combater a falta de conteúdos deste género, no nosso país. Sabem que tanto Os Escolhidos, como qualquer projecto que tenhamos ou que venhamos a ter, advém de uma simbiose artística muito curiosa. Felizmente, além de grandes amigos, somos grandes colegas de trabalho. Criamos quase compulsivamente e sem nos dar conta. E este projecto em concreto, foi surgindo, como o Diego referiu.

Quais as motivações que estiveram na origem de «Os Escolhidos»? O que vos levou a apostar neste projeto?
Diego: Desde pequeno que sou fã das comics da Marvel e da DC, e cresci a ver desenhos animados, filmes e séries de super-heróis ou de pessoas com habilidades especiais, esse universo sempre me fascinou. Sempre me encantou a ideia de uma pessoa normal que, aparentemente não tem nenhuma hipótese de fazer a diferença no mundo mas, que de repente ganha poderes que alteram a sua vida por completo e que o obrigam a pensar se deve usar aqueles poderes para fazer o bem ou para o seu próprio proveito. Por isso sempre que nos reunimos para discutir algum assunto d'Os Escolhidos eu estou sempre ansioso e motivado.
No meu ponto de vista, Os Escolhidos deveriam ser uma aposta ganha. Séries juvenis sempre tiveram sucesso em Portugal e esta ainda tem o 'extra' dos jovens terem super-poderes, algo muito utilizado lá fora mas que aqui nunca foi feito. Os portugueses já estão a precisar de uma série ou de um filme com a temática dos super-poderes.

David: Apostamos muito na dúvida, na parte humana. Imaginem terem 20 e poucos anos e, do nada, acordam a conseguir mover objetos com a mente. Eu falo por mim, sair à rua para combater o crime não seria de todo a minha primeira opção. E esse lado humano é muito explorado nesta série.

tv escolhidos 5

Como foi a escolha do elenco? Foi através de casting?
Diego: Não foi necessário casting. Nós estivemos numa escola de formação de actores durante três anos e pelo caminho fomos conhecendo actores com muita qualidade, entre colegas e professores. Por essa razão, quando começámos a desenvolver os personagens quase que em paralelo fomos também escolhendo o elenco. A Susana e a Catarina são um exemplo disso mesmo, foram nossas colegas e participámos em vários espectáculos de teatro juntos, por isso na altura de escolher as actrizes para a Angélica e para a Madalena, elas vieram logo ao nosso pensamento. Mas temos mais pessoas da escola, como por exemplo uma aluna mais nova do curso, a Vera Canhoto, e um antigo professor nosso, o Filipe Crawford, que já é um actor de renome, entre outros.

Quais são as vossas expetativas para o projeto?
David : Queremos avançar com a sua produção, seja como uma série ou até em filme. Quando lançámos o teaser d’Os Escolhidos no Youtube, foi em parte como estudo de mercado. Para mostrar que sim, há interesse em ver algo nosso (português), dentro deste género. E resultou, superou as nossas expectativas em termos de recetividade. As pessoas querem ver algo diferente, principalmente os jovens.

tv escolhidos 4
A série foi recusada pela Stopline filmes? Que motivos foram apontados para essa decisão?
Diego: Isso é algo que nem nós sabemos responder. Durante o Verão tivemos uma reunião na Stopline com alguns responsáveis da produtora e foi-nos dito que o projecto era promissor. Mais tarde fomos contactados pela responsável do departamento de projectos que nos disse que a Stopline iria concorrer ao ICA com Os Escolhidos para o apoio à Escrita e Desenvolvimento de Obras Audiovisuais e Multimédia.
Esperámos até ao mês passado por novidades, até que entrámos em contacto com a pessoa responsável pelo nosso projecto e que nos disse que já não trabalhava na Stopline e que, Os Escolhidos nunca tinham chegado a concorrer ao ICA. Até hoje não recebemos mais notícias da Stopline.

David: Ui! Caríssimo colega, estás mesmo a contar tudo, que sinceridade...mas ainda bem, nós somos assim! Enfim, passamos bem com o “não”, esse é garantido e sabemos que esta não é uma jornada fácil. O que não gostamos é a falta de resposta. É que saímos todos a perder. Uma produtora nunca sabe o que temos para oferecer, nós ou qualquer jovem empreendedor. Podemos muito bem ter em mãos a próxima galinha dos ovos de ouro. O que, bem produzido, temos! Sabemos reconhecer o valor deste projecto.

Quais os planos para a série? Crowdfunding?
David: O Crowdfunding é uma das possibilidades. Procuramos um suporte financeiro, seja ele através do crowdfunding, de produtoras, ICA, parcerias com marcas, etc. Como a marca de roupa, BANA, que foi a nossa primeira parceria oficial e nos facultou roupa. Toda a ajuda que seja a favor deste projecto é bem-vinda.

Descreva-nos a série «Os Escolhidos» para que os nossos leitores a conheçam.
Diego: Os Escolhidos é uma série de drama e ficção científica que segue a jornada de 4 jovens com habilidades especiais, Angélica, Madalena, David e Gabriel que procuram respostas sobre a origem dos seus poderes.

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.