logo

Entrar
Actualizado às 9:45 PM, Sep 22, 2019

El Pionero: O reinado de Jesús Gil y Gil, o homem que levou Futre (review)

Destaque El Pionero: O reinado de Jesús Gil y Gil, o homem que levou Futre (review)

O primeiro episódio do documentário sobre o ex-presidente do Atlético de Madrid estreia domingo, 7, na HBO Portugal.

A história de Jesús Gil y Gil, no documentário de quatro episódios da HBO Espanha, começa a escrever-se em 1991, o ano em que foi eleito Presidente da Câmara de Marbella. Já era presidente do Atlético desde 1987, mas os produtores da série optam por adiar essa relação o mais possível. Apesar de se tratar da história do homem cujo nome ecoou em Portugal quando levou Paulo Futre, há muito mais para descobrir sobre ele, pelo que se vai recuando para percebermos como surgiu o empresário, o político e o mito.

A linha temporal de «El Pionero» tenta ser ousada: descarta o óbvio, recua e avança consoante quer revelar uma tragédia que moldou a luta de Jesús ou um traço da sua personalidade, trazendo na primeira pessoa os filhos, familiares, amigos, opositores... e Futre. Esta ordem, embora fortaleça a construção da figura, acaba por ser confusa para o espectador, na medida em que as viragens temporais são feitas em função de necessidades narrativas, sendo uma ferramenta para um fim, e não um componente natural da história – é-nos forçado. Não obstante, prevalece uma visão fundamentada, complexa e aprimorada de Jesús Gil y Gil, através do recurso a diferentes perspetivas e contextos.

pionera 2

A fotografia é de alta qualidade e o uso de imagens de arquivo, até da RTP, enriquece «El Pionero», tornando a sua existência mais real para o espectador. Jesús Gil y Gil teve um início de vida muito humilde, indissociável da Guerra Civil Espanhola, e foi crescendo a muito custo. Até perceber como podia jogar: o que o ajudava a parecer mais importante, como convencer os bancos a financiá-lo ou atrair turistas e espanhóis para Los Ángeles de San Rafael e depois para Marbella. E, por fim, a forma como o futebol movia as pessoas e ultrapassava tudo o resto.

A certa altura, um dos opositores de Jesús classifica-o como um demagogo: ele vendia à população o conceito, fundamentado pelas necessidades que sabia que eles tinham, e reinventou o mundo do futebol e também da política. Uma pessoa “anti sistema” que reinventou o sistema. De 12 treinadores em quatro épocas à publicidade de Marbella nas camisolas do Atlético de Madrid, Jesús nunca olhou a regras. Pegou no esquema das coisas e repensou-o, acabando por ser louvado e celebrado como um deus. Mas a que custo? A história continua nos próximos episódios...

Mídia

Modificado emsábado, 13 julho 2019 16:35

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.