logo

Entrar
Actualizado às 12:11 PM, Aug 12, 2018

CANNES: Paul Dano

Destaque CANNES: Paul Dano

Lembram-se dele, com esta pose de anjo demasiado inocente, a invadir a consciência de Daniel Day-Lewis em Haverá Sangue (2007), de Paul Thomas Anderson? Pois bem, Paul Dano (nascido em Nova Iorque, 1984) estreou-se na realização com Wildlife, adaptação do romance homónimo de Richard Ford sobre a metódica decomposição dos laços afectivos entre um pai (Jake Gyllenhaal), uma mãe (Carey Mulligan) e o seu filho (Ed Oxenbould), na América do começo da década de 1960. Escrito em colaboração com a sua companheira, Zoe Kazan (neta de Elia Kazan), este é um filme de textura austera e clássica, expondo os desencontros de todas as formas de amor e, desse modo, revitalizando uma matriz narrativa que, de facto, se interessa pela complexidade afectiva das personagens — foi o título escolhido para abertura da Semana da Crítica.

Modificado emterça, 15 maio 2018 21:07

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.