logo

Entrar
Actualizado às 9:31 PM, Jun 19, 2018

O MONSTRA atingiu a maioridade: cinema de animação à solta em Lisboa

Destaque «A Ganha-Pão» «A Ganha-Pão»

O cinema da Estónia e «A Ganha-Pão» (2017), filme produzido por Angelina Jolie e nomeado aos Óscares deste ano, são dois dos protagonistas da 18ª edição do Festival MONSTRA

São já 18 anos de MONSTRA – Festival de Animação de Lisboa. Um dos filhos pródigos dos festivais em solo português atingiu a idade adulta e promete assinalar a data com pompa e circunstância. De 8 a 18 de março, a animação invade o Cinema S. Jorge, o Cinema Ideal, a Cinemateca Portuguesa e o Cinema City de Alvalade, entre outros, naquele que já se tornou um festival de excelência no que ao género diz respeito.

O filme «A Ganha-Pão» (2017) pode ter perdido para «Viva – A Vida é uma Festa!» (2017) [«Coco», no seu título original] a estatueta de Melhor Filme de Animação nos Óscares, mas ganhou o buzz suficiente para se tornar um dos protagonistas do MONSTRA. Produzido por Angelina Jolie, o filme retrata a história de uma menina, do Afeganistão, que se disfarça de rapaz para, assim, conseguir mantimentos para a sua família. O papel da mulher na sociedade afegã, e direta ou indiretamente noutros locais do globo, é aqui posta em cheque e contribui, também, para a pertinência do filme realizado por Nora Twomey. Sem dúvida um dos grandes favoritos à vitória na competição de longas.

Por sua vez, o convidado de honra deste ano é o cinema da Estónia, cujo protagonismo se desmonta em sessões especiais, com a exibição de filmes como «Os Reis do Tempo» (2008) ou uma restropetiva da carreira de Priit Tender, assinada pelo próprio. Além disso, está ainda em exibição na Cinemateca, até 28 de março, a exposição “Filmes da Estónia – Imagens de Filmes”.

Programa completo e mais informações em
www.monstrafestival.com

 

Mídia

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.