logo

Entrar
Actualizado às 1:09 AM, Dec 12, 2018

Roma - antevisão

Destaque Roma - antevisão © Carlos Somonte Netflix

Desde «Gravidade», que venceu sete Óscares, que Alfonso Cuarón não realizava nenhum filme. Regressa agora com «Roma», o seu projeto mais pessoal, “o filme mais essencial” da sua carreira, como o próprio refere. É também o primeiro filme que realiza no México, o seu país-natal, nos últimos 17 anos, desde «E a Tua Mãe Também», tratando-se de um drama em língua espanhola filmado a preto e branco. “É uma história com muitas formas diferentes e sugestões de emoções que estão presentes desde o momento em que eu queria ser realizador”, conta o cineasta.

A obra é uma viagem pelas memórias de Cuarón e uma homenagem às suas raízes: “Noventa por cento das cenas representadas no filme são retiradas da minha memória. Algumas vezes diretamente e outras de uma forma um pouco mais oblíqua. É sobre um momento no tempo que me moldou, mas também sobre um momento que moldou um país. Foi o início de uma longa transição no México”. Este é um filme muito especial para Cuarón, onde assume vários papéis: realizador, argumentista, produtor, diretor de fotografia e editor. A base para a narrativa acabou por ser a sua própria história: “Toda a investigação foi interna. Os personagens existem na vida real, são pessoas que amo profundamente. Tive que embarcar numa viagem pelas minhas próprias memórias, pelo labirinto da minha memória e também pelas conversas com as pessoas que lá estavam e que presenciaram aqueles acontecimentos comigo”.

O filme tem vindo a impressionar a crítica desde a estreia no Festival de Veneza, onde ganhou o Leão de Ouro, constituindo o primeiro triunfo da Netflix num grande festival de Cinema. Contudo, além de poder ser visionado na plataforma de streaming, «Roma» será também distribuído nas salas de cinema, para poder competir nos principais prémios.


HISTÓRIA
Passada na cidade do México na década de 1970, a narrativa foca-se numa família de classe média que é liderada por Cleo (Yalitza Aparicio), que trabalha como baby sitter e empregada doméstica. Durante um ano, sucedem-se vários acontecimentos que vão alterando a vida desta família, com mudanças coletivas e pessoais.
Realizador: Alfonso Cuarón («E a Tua Mãe Também», 2001; «Os Filhos do Homem», 2006; «Gravidade», 2013)
Elenco: Yalitza Aparicio, Marina de Tavira, Diego Cortina Autrey
Data de estreia: 14 de dezembro

[Artigo publicado na Revista Metropolis nº 63 - Outubro 2018]

Mídia

Modificado emquarta, 28 novembro 2018 00:14

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.