logo

Entrar
Actualizado às 8:37 AM, Jun 18, 2019

«Taxi Driver» - NOVA IORQUE, 1976

A história de «Taxi Driver» envolve já várias gerações de espectadores, desde os que o descobriram, siderados, no seu lançamento, até os que o foram conhecendo através do DVD e formatos alternativos. É uma história que se condensa num hiato de 35 anos, entre a estreia, a 8 de Fevereiro de 1976, e o dia 17 de Fevereiro de 2011, quando a sua esplendorosa cópia restaurada foi estreada no Festival de Berlim.A sessão da Berlinale, realizada no imponente Friedrichstadt-Palast (com os seus quase dois mil lugares esgotados) deixou a certeza de que se tornou possível recuperar os grandes clássicos rodados em película de 35 mm para cópias digitais (com 4K de definição), preservando toda a riqueza das suas texturas cromáticas. O restauro, coordenado por Martin Scorsese e pelo director de fotografia, Michael Chapman, devolve-nos a densidade visual e dramática de um filme cujo apelo lendário o tempo consolidou – é essa cópia que agora, justamente, poderá ser vista pelos espectadores portugueses.

«Taxi Driver» emergiu, afinal, como símbolo de um cinema que não abdicava de olhar, de forma crítica e apaixonada, para uma América que já não se podia reconhecer nas suas mitologias clássicas (que pertencem também ao seu cinema clássico). No olhar perturbado e perturbante de Travis Bickle (Robert De Niro), Scorsese fazia ecoar a angústia de um tempo em que até mesmo a identidade da grande metrópole novaiorquina estava posta em causa. Vale a pena recordar que 1976 foi também o ano em que o cinema americano ajustou contas com os fantasmas do caso Watergate (Os Homens do Presidente, Alan J. Pakula) e fez o premonitório inventário da degradação populista de algumas formas de televisão (Network, Sidney Lumet). Por tudo isso, rever «Taxi Driver» será também reencontrar a energia de um cinema de invulgar ousadia temática e artística.

(Texto publicado na Metropolis nº7 e no programa de «Taxi Driver» integrado nas Sessões Clássicas Metropolis)

A MEDEIA FILMES associa-se às celebrações do 40º aniversário de TAXI DRIVER e exibe, em exclusivo no ESPAÇO NIMAS, o filme mítico de MARTIN SCORSESE, numa versão digital restaurada e remasterizada. TAXI DRIVER poderá ser visto a partir de 22 DE SETEMBRO.

 

Mídia

Modificado emsábado, 20 agosto 2016 15:26

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.