logo

Entrar
Actualizado às 9:31 PM, Aug 22, 2019

The Mechanic – O Profissional

Um assassino profissional que liquida o mentor e tem uma crise de consciência para amenizar o espírito adopta um aprendiz mas tal como a sequência de "O Aprendiz de Feiticeiro" de «Fantasia» (1940), o pupilo vai meter muita água. Um remake («The Mechanic» (1972), com Charles Bronson) que nos engana durante 15 minutos, quando pensamos que entramos no domínio da sofisticação à primeira oportunidade a casa vem abaixo com uma chuva de balas e bordoada de meia-noite. Os planos de preparação de “acção” e o charme de Jason Staham são demasiado contemplativos, mesmo assim, ele é um “mecânico” previsível mas está longe de ser um sucateiro. A crise de identidade e auto-flagelação protagonizado por Ben Foster cruza o overacting. Fica a certeza que as doses superlativas de acção sacia os amantes do “tiro-neles”.

Nos extras encontramos entrevistas com os actores, o realizador e o produtor, realce para os elogios a Jason Statham “a câmara adora-o”, a descrição da viagem emocional de Ben Foster e a rodagem em Nova Orleães; Ainda "Em Filmagens" (6´); trailer (2´) e "Apresentação" (3´).

duas estrelas

Título Nacional The Mechanic - O Profissional Título Original The Mechanic Realizador Simon West Actores Jason Statham, Ben Foster, Donald Sutherland Origem Estados Unidos Duração 93’ Ano 2011

 

Transporter: Potência Máxima

O regresso de «Transporter» é uma injecção de adrenalina num filme a todo gás. O que podíamos pensar ser uma sequela ou um reboot de segunda de uma série popularizada por Jason Statham torna-se um respeitável tratado de acção numa rebuscada trama de vingança desenrolada na Côte d'Azur. O desconhecido (desconfiamos que não será por muito tempo) Ed Skrein veste bem o papel do herói da borracha queimada coadjuvado por mirabolantes stunts de quatro rodas e muitas sequências de punhos cerrados. A trama é “para inglês ver” num filme que ninguém visiona por engano deixando os amantes do género plenamente saciados no puro espectáculo de soco, com alguma sofisticação à mistura.

duas estrelas

Título Nacional Transporter: Potência Máxima Título Original The Transporter Refueled Realizadora Camille Delamarre Actores Ed Skrein, Loan Chabanol, Ray Stevenson Origem França Duração 96’ Ano 2016

 

Amy

O melhor documentário de 2015 deu a conhecer a mulher por detrás da estrela. «Amy» é uma viagem íntima e vertiginosa pela ascensão e queda fatal de uma cantora que era um poço de talento mas que vivia assombrada pelos vários fantasmas da sua vida. Asif Kapadia, que realizou o monumental «Senna», cria mais uma obra definitiva em torno da existência de Amy Winehouse através de imagens de arquivo, algumas nunca antes vistas, inúmeros relatos de amigos, familiares e colaboradores e as performances musicais que irão prevalecer eternamente. É um filme que não faz juízos de valor nem apresenta culpados pela trágica morte de Amy.

A edição DVD é uma preciosidade. Tiramos o chapéu à distribuidora, por conter comentários áudio que são uma espécie de filme dentro do filme; cenas eliminadas e atuações inéditas. Um DVD obrigatório para fãs do cinema documental mas especialmente para os amantes da lendária Amy Winehouse.

cinco estrelas

Título Nacional Amy Título Original Amy Realizador Asif Kapadia Origem Reino Unido/Estados Unidos Duração 120’ Ano 2015

À Prova de Fogo

Em «À Prova de Fogo» Michael Douglas (Madec) interpreta um papel à medida de Rutgher Hauer no seu registo de «Terror na Auto-Estrada», personagem fria, calculista e obsessiva. Madec é um milionário que pensa que está acima de tudo e Ben (Jeremy Irvine) é o seu guia numa caçada no deserto do Arizona. Ben é um jovem experiente que segue o negócio de família de batedores de terreno e atravessa uma complicada separação da sua namorada que vai para a universidade e deixa a si e a sua terrinha para trás. Ao longo da caçada Madec demonstra o desrespeito face ao próximo com o poder do capital, um acidente de caça torna Ben numa testemunha a abater, inicia-se uma caçada mortal para encobrir o crime de Madec. O registo funciona a espaços, talvez se fosse mais compacto e lacónico poderia resultar, é um thriller com momentos simpáticos mas previsíveis. É uma história de sobrevivência e igualmente uma metáfora da resistência e inteligência do comum dos mortais face a um gigante da indústria sem escrúpulos.

duas estrelas

Título Nacional À Prova de Fogo Título Original Beyond the Reach Realizador Jean-Baptiste Léonetti Actores Michael Douglas, Jeremy Irvine, Martin Palmer Origem Estados Unidos Duração 91’ Ano 2014

 

Draft Day: Dia D

O futebol americano é um desporto que sustenta uma indústria multimilionária, mas a organização por detrás da principal liga dos Estados Unidos, a NFL (National Futebol League) produziu um filme que fica aquém do valor do seu desporto.

«Draft Day» é inspirado na seleção das estrelas que alimentam o desporto rei nos EUA: centenas de jovens são escolhidos pelas 32 equipas que compõe a NFL e carregam nos seus ombros as esperanças e o futuro das suas equipas.
Nesta história, o novo sangue cruza-se com as tradições e as negociações de bastidores que estão por detrás do dia do “draft”. Kevin Costner interpreta um director executivo que está a ter um dia atribulado: a morte do pai, as reivindicações da mãe e o assumir da relação com uma jovem executiva, que espera um filho seu, coincidem com negociações ardilosas para encontrar o talento e não cair em erros que provoquem danos a longo prazo no campo desportivo.

Para fãs deste desporto, o filme é incipiente apesar de estar recheado de curiosidades; para curiosos é um registo sem grandes escolhas dramáticas.

duas estrelas

Título Nacional Draft Day: Dia D Título Original Draft Day Realizador Ivan Reitman Actores Kevin Costner, Chadwick Boseman, Jennifer Garner Origem Estados Unidos Duração 110’ Ano 2014

Roger Waters The Wall

Um projecto pessoal realizado por Roger Waters e Sean Evans (designer e director criativo do concerto “The Wall 2010”). «Roger Waters: The Wall» estreou em 2014 no Festival de cinema de Toronto, a cidade onde se iniciou a tour mundial na génese deste filme concerto. A tournée foi uma das maiores jamais feitas no planeta, 219 datas, três anos na estrada, quatro milhões de espectadores e cerca de quinhentos milhões dólares de bilheteira. O filme concerto tem duas horas e doze minutos, conta com 29 canções que são intercaladas por belíssimas imagens de um percurso poético e onírico que viaja pela memória do fundador dos Pink Flyod através da Europa, Flandres e Itália, onde padeceram o seu avô e o seu pai, respectivamente, na primeira e segunda guerra mundial. Acontecimentos que estiveram na base da inspiração de Roger Waters para “The Wall”, um dos mais importantes álbuns da história da música. Este filme é uma abordagem mais global, política e social do que a versão de 1979, as imagens pela Europa, num tributo aos seus familiares, cruzam-se com uma extraordinária encenação de palco registada em Quebec City, Londres e Atenas. Agora é a oportunidade de trazer o espectáculo visual e sonoro para dentro dos nossos lares com a sua poderosa mensagem de anti-guerra num concerto único com uma monumentalidade operática e momentos visualmente arrepiantes, melhor do que isto só ao vivo.

Nos extras do DVD encontramos um time-lapse dos sete dias de preparação dos concertos de Atenas e Buenos Aires e uma featurette, um curta filmada na tour numa visita à campa de um soldado desaparecido algo que esteve na iconografia dos espectáculos.

 cinco estrelas

 Título Nacional
Roger Waters the Wall
Título Original
Roger Waters the Wall
REALIZADOR
Sean Evans, Roger Waters

ORIGEM
Reino Unido
DURAÇÃO
132’
ANO
2014

Edição: NOS Lusomundo Audiovisuais

Livre

«Livre» é uma viagem memorável. A edição em DVD é uma oportunidade de visionar um dos grandes ausentes das salas nacionais em 2015. O filme é parte de uma adaptação do popular livro de memórias de Cheryl Strayed, a autora que percorreu a pé 1,800 quilómetros do trilho natural do “Pacific Crest Trail”, que se estende da fronteira do México com os Estados Unidos até à fronteira norte com o Canadá. É uma viagem existencial, acompanhada por flashbacks dos momentos sinuosos da vida de Cheryl (Reese Witherspoon): a infância, a morte da mãe, a separação do marido, o aborto e o vício da heroína. A interpretação de Reese Witherspoon é imersiva não só no trilho como a entrega total nos momentos mais físicos e emocionais da narrativa. A actriz foi justamente nomeada para o Oscar de Melhor Actriz por este desempenho. O mesmo se aplica a Laura Dern, que voltou a ver o seu talento reconhecido no papel de mãe de Cheryl. A esta história adiciona-se a beleza da paisagem virgem e uma excelente banda-sonora com o magnífico “El Condor Passa” de Simon & Garfunkel em loop. «Livre» é um espectáculo natural e humano.

A edição em DVD conta com featurettes e um imprescindível e riquíssimo comentário do filme.

cinco estrelas

Título Nacional
Livre
Título Original
Wild
REALIZADOR
Jean-Marc Vallée
ACTORES
Reese Witherspoon,
Laura Dern,
Gaby Hoffmann
ORIGEM
EUA
DURAÇÃO
115’
ANO
2014

Edição: PRIS Audiovisuais

O Coro

François Girard, o autor de «O Violino Vermelho», realiza uma narrativa apelativa e simples sobre um desafortunado e problemático jovem de 12 anos que tem uma oportunidade única de cultivar o seu dom: o canto. Dustin Hoffman, Kathy Bates, Eddie Izzard e Kevin McHale, todos com desempenhos consistentes, são os nomes sonantes do elenco, mas é o talento do catraio, Garrett Wareing, que produz uma performance de excepção. As sequências musicais do coro infantil são arrepiantes, embora o argumento de Ben Ripley peque por ser demasiado adocicado e previsível. Era preciso ter sublinhado melhor os contornos da força e brilhantismo de um personagem marginalizado nesta que acaba por ser uma lição de vida.

tres estrelas

Título Nacional
O Coro
Título Original
Boychoir
REALIZADOR
François Girard
ACTORES
Dustin Hoffman,
Kathy Bates,
Eddie Izzard
ORIGEM
EUA/Holanda
DURAÇÃO
103’
ANO
2014

Assinar este feed RSS