logo

Entrar
Actualizado às 8:37 AM, Jun 18, 2019

Assalto a Londres

Actualmente com vários eventos fatídicos provocados por desprezíveis actos de terrorismo, visionar um filme como «Assalto a Londres» é uma experiência libertadora onde heróis ficcionais esmagam no ecrã a escumalha terrorista. O filme é um non-brainer sem sentimentos e com uma narrativa simplex, um terrorista após ter sido atacado por um drone americano decide elaborar uma teia onde os lideres mundiais são vitimas do seu engodo, Londres é o palco da destruição. O que o exército de vilões não estava a contar era com o super guarda-costas do presidente americano, um “one-man army” interpretado por Gerard Butler, tem como missão salvar o líder mundial e colocar um fim a ameaça. Sem dúvida com outros actores estaríamos na presença de um “banho” clássico mas surge-nos um filme de “acção” que não hesita em debitar doses pornográficas de “tiro neles”, perseguições e pancadaria de meia-noite. Mesmo numa premissa previsível, o protagonista está convicto da sua missão e as esporádicas linhas de humor mordaz são tão letais quanto a sua arma. O filme foi uma surpresa, ao ser um dos maiores sucessos de bilheteira em Portugal em 2016, certamente ninguém visionou «Assalto a Londres» ao acaso, um filme que não deixa ficar mal os adeptos de cinema de “acção”.

duas estrelas

Título Nacional Assalto a Londres Título Original London Has Fallen Realizador Babak Najafi Actores Gerard Butler, Aaron Eckhart, Morgan Freeman Origem Estados Unidos/Reino Unido/Bulgária Duração 90’ Ano 2016 Edição DVD NOS Audiovisuais

(Texto publicado originalmente na Metropolis nº41)

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.